Manual de Conservação Chair e CIA

NESTE MANUAL A CHAIR E CIA IRÁ TE AUXILIAR A MANTER AS CARACTERÍSTICAS E CUIDADOS COM OS MÓVEIS, PARA ISSO ELABORAMOS ESTE MANUAL DE CONSERVAÇÃO.
NELE, SERÃO ENCONTRADAS ALGUMAS INFORMAÇÕES VALIOSAS PARA QUE SE POSSA APROVEITAR TODO O POTENCIAL DE DURABILIDADE DOS NOSSOS PRODUTOS.

FIBRA / ALUMÍNIO PINTADO

> DIARIAMENTE, RETIRE O PÓ COM UMA FLANELA LIMPA, MACIA E SECA.
> QUANDO NECESSÁRIO, USE UMA FLANELA UMEDECIDA EM UMA SOLUÇÃO DE ÁGUA E SABÃO NEUTRO; DEPOIS SEQUE RAPIDAMENTE COM OUTRO PANO MACIO E SECO.
> PARA OBTER BRILHO USE UMA FLANELA COM CERA AUTOMOTIVA E PASSE EM TODA SUPERFÍCIE COM MOVIMENTOS DELICADOS, SEM DEIXAR EXCESSOS.
> NUNCA UTILIZE PRODUTOS QUÍMICOS QUE TENHAM COMO BASE O PETRÓLEO, PRODUTOS ABRASIVOS, ESPONJAS DE AÇO OU SIMILARES, POIS ESTES PRODUTOS
   PODEM REMOVER OU ARRANHAR A SUPERFÍCIE PINTADA.
> CUIDADO TAMBÉM COM OS ATRITOS E BATIDAS QUE PODEM DANIFICAR A CAMADA DE TINTA E COMPROMETER A APARÊNCIA DO MÓVEL.

FÓRMICA

> LIMPE DIARIAMENTE COM UM PANO LIMPO, MACIO E SECO.
> REMOVA AS SUJEIRAS MENOS RESISTENTES UMEDECENDO O PANO EM UMA SOLUÇÃO DE DETERGENTE NEUTRO DILUÍDO EM ÁGUA; APLIQUE EM MOVIMENTOS CIRCULARES.
> EM CASOS MAIS RESISTENTES, ESFREGUE O LOCAL COM UM PANO EMBEBIDO EM ÁLCOOL DOMÉSTICO E UTILIZE UMA FLANELA LIMPA E SECA PARA DAR BRILHO.
   LEMBRE-SE:
> A SUPERFÍCIE DA FÓRMICA NÃO É POROSA E NÃO RETÉM SUJEIRA; POR CAUSA DISTO NÃO EXISTE A PROLIFERAÇÃO DE FUNGOS E BACTÉRIAS.
> PARA LIMPEZA NÃO UTILIZE SOLVENTES OU PRODUTOS QUE APRESENTEM ALTO PODER DE AGRESSIVIDADE, COMO OS MATERIAIS ABRASIVOS.
> TAMBÉM NÃO É ACONSELHÁVEL USAR CERA OU SILICONE NA SUPERFÍCIE DO LAMINADO, POIS ELAS PODEM FORMAR UMA CAMADA GORDUROSA QUE DIFICULTA A  LIMPEZA E PREJUDICA A APARÊNCIA DO MÓVEL.

VIDRO / CRISTAL

> DIARIAMENTE, PASSE UM PANO SECO, LIMPO E MACIO.
> NA LIMPEZA DE SUJEIRAS SUPERFICIAIS, UTILIZE UM PANO LIMPO, MACIO E UMEDECIDO EM ÁLCOOL DOMÉSTICO OU OUTRO PRODUTO PRÓPRIO PARA LIMPEZA DE VIDROS;
   PASSE POR TODA A SUPERFÍCIE LEVEMENTE EM MOVIMENTOS CIRCULARES E DEIXE SECAR NATURALMENTE.
> SE PREFERIR, UTILIZE UM PAPEL TOALHA PARA ABSORVER O EXCESSO.
> REPITA A OPERAÇÃO, CASO SEJA NECESSÁRIO.
   LEMBRE-SE:
   O VIDRO É UM MATERIAL TRANSPARENTE, DURO, RESISTENTE, NÃO ABSORVENTE E NÃO POROSO; ELE PODE, PORÉM, SER ARRANHADO, TRINCADO E/OU QUEBRADO CASO
   NÃO SEJA MANUSEADO COM CERTO CUIDADO.

AÇO INOX / CROMADO

> PASSE UM PANO SECO, LIMPO E MACIO DIARIAMENTE.
> UTILIZE UM PANO UMEDECIDO EM ÁLCOOL DOMÉSTICO PARA RETIRAR MANCHAS DE DEDOS E OBTER BRILHO.
> EM CASOS MAIS GRAVES APLIQUE CERA AUTOMOTIVA, UTILIZANDO PARA ISSO UM PANO LIMPO E MACIO; PASSE SOBRE TODA A SUPERFÍCIE COM MOVIMENTOS DELICADOS.
   LEMBRE-SE:
> NUNCA UTILIZE PRODUTOS ABRASIVOS, PASTA POLIDORA, SOLVENTES, ESPONJAS DE AÇO E SIMILARES PARA LIMPEZA OU MANUTENÇÃO. ALÉM DE COMPROMETER O BRILHO,
   ESTES PRODUTOS PODEM ARRANHAR A SUPERFÍCIE DO METAL, ALÉM DA POSSIBILIDADE DE CONTATO COM OUTRAS PARTES QUE NÃO SEJAM DE INOX, OCASIONANDO DANOS
   IRREPARÁVEIS À PEÇA.

MADEIRA NATURAL / TINGIDA

> UTILIZE PARA LIMPEZA, DIARIAMENTE, UM PANO SECO, LIMPO E MACIO QUE DEVERÁ SER PASSADO NO MESMO SENTIDO DO VEIO DA MADEIRA.
> A CADA 06 (SEIS) MESES É NECESSÁRIO QUE SE PASSE UM PANO, MACIO E SECO, COM CERA DE CARNAÚBA EM TODA SUPERFÍCIE DA MADEIRA, TAMBÉM SEGUINDO OS SEUS
   VEIOS - EM SEGUIDA, RETIRE O EXCESSO COM UM PANO LIMPO.
   LEMBRE-SE:
> NÃO UTILIZE PRODUTOS DO TIPO LUSTRA MÓVEIS, SOLVENTES, TÍNER, ACETONA, SOLUÇÕES AQUOSAS EM GERAL, PRODUTOS ABRASIVOS COMO SAPÓLIO, ESPONJA DE AÇO
   OU SIMILARES, POIS ELES PODEM MANCHAR E AGREDIR A SUPERFÍCIE DA MADEIRA.

ALUMÍNIO POLIDO

> PASSE UM PANO SECO, LIMPO E MACIO DIARIAMENTE.
   LEMBRE-SE:
> NUNCA UTILIZE PRODUTOS ABRASIVOS, PASTAS POLIDORA, SOLVENTES, ESPONJA DE AÇO OU SIMILARES PARA LIMPEZA OU MANUTENÇÃO.
> ALÉM DE COMPROMETER O BRILHO, ESTES PRODUTOS PODEM ARRANHAR A SUPERFÍCIE DO METAL, ALÉM DA POSSIBILIDADE DE CONTATO COM OUTRAS PARTES QUE NÃO
   SEJAM ALUMÍNIO, OCASIONANDO DANOS IRREPARÁVEIS À PEÇA.

MÁRMORES E GRANITOS

> LIMPE COM FLANELA MACIA E DETERGENTE NEUTRO, SEMPRE DILUÍDO EM ÁGUA.
> ÁCIDO, ÓLEO, REFRIGERANTE, DETERGENTE, PRODUTO QUÍMICO, SUCO, CAFÉ, VINHO, LÍQUIDOS EM GERAL, ENTRE OUTROS, CAUSAM MANCHAS SE NÃO FOREM REMOVIDOS
   IMEDIATAMENTE, POIS, APÓS ALGUM TEMPO, AS PEDRAS ABSORVEM TAIS PRODUTOS E NÃO HÁ COMO RESTAURAR OU RETIRÁ-LOS.
> AS SUPERFÍCIES DESSES MINERAIS SÃO ENCERADAS E IMPERMEABILIZADAS, GARANTINDO MAIOR DURABILIDADE E PREVENÇÃO DE MANCHAS; PORÉM, COM O TEMPO E USO,
   ESSA CAMADA SOFRE UM DESGASTE NATURAL, NECESSITANDO SER APLICADA NOVAMENTE.
   LEMBRE-SE:
> MÁRMORES E GRANITOS SÃO ROCHAS METAMÓRFICAS; METAMORFISMO É A TRANSFORMAÇÃO QUE UMA ROCHA SOFRE SOB A AÇÃO DA ALTA TEMPERATURA, PRESSÃO,
   GASES E VAPOR DE ÁGUA. SENDO UM PRODUTO NATURAL ESTÃO SUJEITAS A VARIAÇÃO DE CORES, VEIOS E TONS, NÃO PODENDO SER REJEITADAS POR TAIS DIFERENÇAS.

TECIDOS

> LIMPE SEMANALMENTE A POEIRA DEPOSITADA SOBRE O TECIDO COM UM ASPIRADOR DE PÓ E REALIZE UMA ESCOVAÇÃO SUAVE UMA OU DUAS VEZES DURANTE A SEMANA.
> RETIRE IMEDIATAMENTE AS SUJEIRAS ACIDENTAIS UTILIZANDO UMA ESPONJA OU PANO BRANCO, LIMPO E MACIO. EM CASOS DE MANCHAS DE DIFÍCIL REMOÇÃO OU QUE
   JÁ TENHAM PENETRADO NO TECIDO, LIMPE UMEDECENDO A PARTE MANCHADA COM UMA SOLUÇÃO DE DETERGENTE NEUTRO DILUÍDO EM ÁGUA, E ESFREGUE LEVEMENTE
   ATÉ A COMPLETA REMOÇÃO.
   LEMBRE-SE:
> QUANDO HOUVER A NECESSIDADE DE UMA LIMPEZA MAIS PESADA RECOMENDA-SE, PARA OS TECIDOS, UMA LAVAGEM A SECO EFETUADA POR UMA EMPRESA ESPECIALIZADA.
> NUNCA DEIXE O PRODUTO EXPOSTO AO SOL, DIRETA OU INDIRETAMENTE, POIS PODEM OCORRER ALTERAÇÕES NAS TONALIDADES, ALÉM DA DANIFICAÇÃO DAS FIBRAS
   DO TECIDO.

COURO NATURAL

> PARA LIMPEZA UTILIZE UM PANO ÚMIDO, MACIO E COM SABÃO NEUTRO DILUÍDO EM ÁGUA.
> EVITE EXPOSIÇÃO PROLONGADA À LUZ DO SOL. NÃO UTILIZE POLIDOR, ÓLEO, SOLVENTE, DETERGENTE VERNIZ OU ÁGUA COM AMÔNIA.
> REMOVA IMEDIATAMENTE OS LÍQUIDOS DERRUBADOS SOBRE A SUPERFÍCIE DO COURO ANTES QUE ELE OS ABSORVA. A REMOÇÃO IMEDIATA EVITARÁ QUE AS REGIÕES ATINGIDAS
   TRANSFORMEM-SE EM MANCHAS PERMANENTES.
> PARA HIDRATAÇÃO, UTILIZE VASELINA DUAS VEZES AO ANO EM COUROS DO TIPO VAQUETA.
   LEMBRE-SE:
> O COURO TEM A PROPRIEDADE DE SER UM MATERIAL RESISTENTE E DURÁVEL, MAS POR SE TRATAR DE UM MATERIAL NATURAL, MESMO PASSANDO POR PROCESSO DE CURTIÇÃO,
   TRATAMENTO E/OU IMPERMEABILIZAÇÃO, PODE APRESENTAR PEQUENAS VARIAÇÕES DE TONS E IMPERFEIÇÕES NA PELE.

COURO SINTÉTICO

> UTILIZE SABÃO NEUTRO PARA LIMPEZA; NÃO USE PRODUTOS QUÍMICOS OU ABRASIVOS.
> PARA REMOVER MANCHAS APLIQUE DETERGENTE NEUTRO UTILIZANDO UM PANO LIMPO E MACIO; FAÇA MOVIMENTOS SUAVES E EM SEGUIDA PASSE NOVAMENTE UM PANO
   UMEDECIDO COM ÁGUA LIMPA.
> SEQUE AO AR LIVRE E NA SOMBRA.LEMBRE-SE:
> O COURO SINTÉTICO É UM MATERIAL NÃO NATURAL, INDUSTRIALIZADO, QUE TEM COMO PRINCIPAL CARACTERÍSTICA A REGULARIDADE DE SUA SUPERFÍCIE, METRAGEM E TONS.

FIBRA / ALUMÍNIO PINTADO

> DIARIAMENTE, RETIRE O PÓ COM UMA FLANELA LIMPA, MACIA E SECA.
> QUANDO NECESSÁRIO, USE UMA FLANELA UMEDECIDA EM UMA SOLUÇÃO DE ÁGUA E SABÃO NEUTRO; DEPOIS SEQUE RAPIDAMENTE COM OUTRO PANO MACIO E SECO.
> PARA OBTER BRILHO USE UMA FLANELA COM CERA AUTOMOTIVA E PASSE EM TODA SUPERFÍCIE COM MOVIMENTOS DELICADOS, SEM DEIXAR EXCESSOS.
> NUNCA UTILIZE PRODUTOS QUÍMICOS QUE TENHAM COMO BASE O PETRÓLEO, PRODUTOS ABRASIVOS, ESPONJAS DE AÇO OU SIMILARES, POIS ESTES PRODUTOS
   PODEM REMOVER OU ARRANHAR A SUPERFÍCIE PINTADA.
> CUIDADO TAMBÉM COM OS ATRITOS E BATIDAS QUE PODEM DANIFICAR A CAMADA DE TINTA E COMPROMETER A APARÊNCIA DO MÓVEL.

LACA

> UTILIZE FLANELA OU ESPANADOR DE PÓ PARA REMOÇÃO DO PÓ DIARIO.
> QUANDO HOUVER NECESSIDADE DE UMA LIMPEZA MAIS PROFUNDA, UTILIZE SABÃO NEUTRO E FLANELA UMIDECIDA EM ÁGUA.
> CASO SURJA RISCOS UTILIZE CERA AUTOMOTIVA PARA O POLIMENTO.
> NUNCA UTILIZAR PRODUTOS A BASE DE ÁLCOOL E SOLVENTES.

PARA MAIS INFORMAÇÕES LIGUE (11) 2679-2162 / 2589-2941 | E-MAIL: vendas@chairecia.com.br